7 dicas de manutenção de carros usados que você precisa conhecer


Ter um carro usado deixou de ser sinônimo de andar com um veículo velho e caindo aos pedaços. Com o valor dos automóveis novos na estratosfera por causa da crise econômica, está mais em conta buscar um modelo usado e bem conservado do que comprar um zero-quilômetro.


A manutenção do veículo usado garante a segurança do motorista, bom desempenho e uma relevante economia de dinheiro. Para que você saiba como cuidar do seu automóvel da melhor forma possível, nós separamos 7 dicas de manutenção de carros usados que você precisa conhecer.

1. Faça o alinhamento e o balanceamento

Realizar o alinhamento e o balanceamento do veículo é essencial para que os pneus e os componentes da suspensão tenham maior vida útil. O alinhamento é importante para a correção daquele problema de direção que ocorre quando o carro não consegue andar em linha reta, puxando sempre para um dos lados.


Já o balanceamento é feito no conjunto de rodas e pneus, tendo como objetivo evitar as trepidações do veículo em velocidades superiores a 60 km/h, reduzir o desgaste dos pneus, além de garantir a capacidade de frenagem e diminuição dos distúrbios de direção.


2. Programe o rodízio de pneus


No rodízio de pneus ocorre a troca da posição desses equipamentos de acordo com o modelo, tipo e tração do veículo. O rodízio é importante porque faz com que os pneus sejam desgastados de maneira uniforme.

Essa manutenção assegura que cada pneu passe por todas as posições de montagem, garantindo assim o equilíbrio do uso.



3. Verifique as pastilhas de freio


É recomendado fazer a revisão e a manutenção das pastilhas de freio do carro a cada 5 mil quilômetros. Elas são as responsáveis pela eficiência da frenagem do seu automóvel.


Um dos sinais mais claros para o motorista de que as pastilhas de freio estão desgastadas é um barulho bem agudo quando você aciona o freio do veículo. Fique atento a isso!

4. Faça a manutenção das palhetas limpadoras

Pode parecer bobagem, mas muitos motoristas simplesmente esquecem de fazer a manutenção das palhetas limpadoras de para-brisa e vidro traseiro. O clima mais quente costuma ressecar a borracha delas e quando as estações chuvosas chegam, as palhetas deixam de funcionar com perfeição.


A não substituição das palhetas limpadoras pode ocasionar riscos nos vidros e excesso de barulho quando estiverem em funcionamento.

5. Revise a correia dentada

A correia dentada liga o eixo comando das válvulas ao virabrequim do motor. Ela é responsável por sincronizar essas duas partes do motor do veículo e assim garantir que as válvulas de admissão e de escapamento possam abrir e fechar nos momentos exatos em que são acionadas.


A correia dentada deve ser revisada a cada 6 meses, ou a cada 10 mil quilômetros rodados. Quando essa correia quebra durante o funcionamento do motor, ela pode causar prejuízos nos demais componentes, como o cabeçote, as válvulas e os pistões.

6. Substitua o óleo de motor e os filtros

O óleo lubrificante de motor do seu automóvel deve ser substituído de acordo com as recomendações do fabricante ou a cada vez que ele estiver no nível inferior ao mínimo recomendado.


Essa substituição deve ser feita por um profissional especializado, pois, além dos procedimentos de troca, o óleo que serve para um modelo de carro pode não servir para os demais. O filtro, que possui uma função similar ao de um coador de café, também deve ser substituído quando você trocar o óleo do veículo.




7. Substitua as velas com regularidade